Meu mundo, minhas ideias, EU!

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o alguém da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás de nada… é cuidar de vocêpara que as pessoas e coisas venham até você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

Um ser que realmente ama a vida. Sou verdadeiro, sou amigo de todas as horas. Sou medroso, sou tímido, sou tagarela, sou às vezes de poucas palavras, mas de uma alma gigantesca – capaz de deixar transparecer os meus mais profundos sentimentos. Sou uma pessoa que cuida, que ouve, que ajuda. Tenho poucos e verdadeiros amigos. Gosto de estar com pessoas que me fazem bem, mesmo que seja apenas para estar do lado. Em determinados momentos gosto de pensar na vida, de refletir, de reavaliar minhas atitudes… Quem me conhece sabe que sou do bem, não curto mentiras. Sou um bobo em determinados momentos e um leão quando vejo injustiça com pessoas que gosto. Sou fiel às amizades, esteja a pessoa bem ou mal. Sei que o importante é a alma e a vontade de querer o bem. Me sinto agradecido, pois tenho amigos e família que me compreende e quer me ver feliz. Amo todos eles e estou de coração aberto, mesmo que todos possam estar contra.

Quando me amei de verdade pude compreender que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo,na hora certa. Então pude relaxar. Pude percebe que o sofrimento emocional é o sinal que estou indo contra minha verdade… parei de desejar que minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo que acontece contribui para o meu crescimento. Comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma coisa ou alguém que não que o mesmo que eu quero..

Comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável. Isso quer dizer pessoas, tarefas e qualquer coisa que me pusesse para baixo. Minha razão chamou isso de egoísmo, mas hoje eu sei que é Amor próprio. Deixei de temer meu tempo livre e desisti de confiar tanto e fazer planos.

Hoje, faço o que acho certo no meu próprio ritmo.. e foda-se o resto!!!

Desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar tanto com o futuro. Isso me mantém no presente, que é onde a vida acontece. Quando eu me amei de verdade, parei de pensar o que os outros pensavam de mim..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: