Meu mundo, minhas ideias, EU!

Posts marcados ‘amor; relacionamento aberto; limbo’

Limbo, Sucesso e os Documentos

Esta semana foi uma daquelas. Uma semana na qual tive uma das minha maiores alegrias, várias tristezas e momentos de reflexao.

Vejam bem, pela primeira vez na vida sinto que estou avançando com segurança pra um futuro formidável. Consegui receber o alvará da minha firma, depois de semanas na espera. Finalmente sou uma Pessoa Juridica, uma empresa [pequena diga-se de passagem] mas é minha, fruto do meu trabalho. Me deixou cheio de orgulho, estou trilhando o caminho do sucesso, limpamente, ordenadamente, de forma organizada.

Mas as coisas ficaram piore na quarta-feira. Por um descuido, que não vem ao caso comentar, o hd do MEU filho, meu notebook, morreu. E junto no seu túmulo, levou uma semana de trabalho, a qual ainda não tinha sido sincronizada no www.box.net. Tempo perdido, noites mal-dormidas, ansiedade, stress. O jeito é recomeçar. E como não fui eu que fiz a m.. de derrubar o notebook, quem fez ficou muito sem graça comigo, climão chato em casa.

Fora isso, tenho me dado conta que a grande maioria das pessoas aqui no Rio de Janeiro querem um sexo rápido, não querem envolvimentos, nada que os deixe fragilizados, que mostre o vazio interior deles.

Isso sem contar na tendência dos casamentos irem direccionando pro Relacionamento Aberto [uma ótima matéria você confere aqui] uma coisa no meio da monogamia, poligamia e traição. Sempre tive relacionamentos ditos “fechados”, estáveis. E revendo depois do fim do meu último [02 de dezembro de 2010, 5 anos e 2 meses] os erros e acertos, começei a questionar se o tipo de “casamento” baseado nos moldes “tradicionais” condiz com a realidade em que estamos inseridos.

Aos poucos estou “descobrindo” a cidade onde morei por anos, saindo pra lugares novos, visitando lugares velhos, conhecendo pessoas, homens, mulheres, crianças, velhos, jovens, altos, magros, gordos, magros, gays, heteros. e percebo que estou fora dessas “coisas” do corpo perfeito, sarado, malhado. Mas também não sou gordo ou peludo o suficiente pra ser considerado “urso”. Então fico na categoria dos ditos “normais”.

O grande “pobrema” é que os normais são normais por demasia, não se destacam, não destoam, não aparecem. E isso faz com que não consigam se encaixar nos moldes/padrões/grupos que a sociedade criou e mantém.

Dai as perguntas que me assolam esta semana:

-Será que mudo minha aparência/forma de ser e pensar pra me adentrar num desses grupos?

-Por que as pessoas fazem o que não deveriam de fazer?

-no futuro, Relacionamento Fechado x Relacinamento Aberto?

– ficar no LIMBO e esperar pra ser encontrado/achado/descoberto x cair na putaria/sair provando?

Enfim, nada como um dia após o outro. E vou decidir que eu faço. Enquanto isso, coo diz o “poeta das multidões” Zeca Pagodinho: “Deixa a vida me levar”

Agora, que vou ser amado novamente por alguém, receber carinho, cafunés, beijos, abraços e demais, ahhhhh, iso vai acontecer.

Anúncios